1

Graças te dou de todo o meu coração; diante dos deuses a ti canto louvores.

2

Inclino-me para o teu santo templo, e louvo o teu nome pela tua benignidade, e pela tua fidelidade; pois engrandeceste acima de tudo o teu nome e a tua palavra.

3

No dia em que eu clamei, atendeste-me; alentaste-me, fortalecendo a minha alma.

4

Todos os reis da terra de louvarão, ó Senhor, quando ouvirem as palavras da tua boca;

5

e cantarão os caminhos do Senhor, pois grande é a glória do Senhor.

6

Ainda que o Senhor é excelso, contudo atenta para o humilde; mas ao soberbo, conhece-o de longe.

7

Embora eu ande no meio da angústia, tu me revivificas; contra a ira dos meus inimigos estendes a tua mão, e a tua destra me salva.

8

O Senhor aperfeiçoará o que me diz respeito. A tua benignidade, ó Senhor, dura para sempre; não abandones as obras das tuas mãos.