1

Julga-me, ó Senhor, pois tenho andado na minha integridade; no Senhor tenho confiado sem vacilar.

2

Examina-me, Senhor, e prova-me; esquadrinha o meu coração e a minha mente.

3

Pois a tua benignidade está diante dos meus olhos, e tenho andado na tua verdade.

4

Não me tenho assentado com homens falsos, nem associo com dissimuladores.

5

Odeio o ajuntamento de malfeitores; não me sentarei com os ímpios.

6

Lavo as minhas mãos na inocência; e assim, ó Senhor, me acerco do teu altar,

7

para fazer ouvir a voz de louvor, e contar todas as tuas maravilhas.

8

Senhor, eu amo o recinto da tua casa e o lugar onde permanece a tua glória.

9

Não colhas a minha alma com a dos pecadores, nem a minha vida a dos homens sanguinolentos,

10

em cujas mãos há malefício, e cuja destra está cheia de subornos.

11

Quanto a mim, porém, ando na minha integridade; resgata-me e tem compaixão de mim.

12

O meu pé está firme em terreno plano; nas congregações bendirei ao Senhor.