1

Finalmente, irmãos, orem por nós, para que a palavra do Senhor se propague rapidamente e receba a hora merecida, como aconteceu entre vocês.

2

Orem também para que sejamos libertos dos homens perversos e maus, pois a fé não é de todos.

3

Mas o Senhor é fiel; ele os fortalecerá e os guardará do Maligno.

4

Confiamos no Senhor que vocês estão fazendo e continuarão a fazer as coisas que lhes ordenamos.

5

O Senhor conduza os seus corações ao amor de Deus e à perseverança de Cristo.

6

Irmãos, em nome do nosso Senhor Jesus Cristo nós lhes ordenamos que se afastem de todo irmão que vive ociosamente e não conforme a tradição que receberam de nós.

7

Pois vocês mesmos sabem como devem seguir o nosso exemplo, porque não vivemos ociosamente quando estivemos entre vocês,

8

nem comemos coisa alguma à custa de ninguém. Pelo contrário, trabalhamos arduamente e com fadiga, dia e noite, para não sermos pesados a nenhum de vocês,

9

não por que não tivéssemos tal direito, mas para que nos tornássemos um modelo para ser imitado por vocês.

10

Quando ainda estávamos com vocês, nós lhes ordenamos isto: se alguém não quiser trabalhar, também não coma.

11

Pois ouvimos que alguns de vocês estão ociosos; não trabalham, mas andam se intrometendo na vida alheia.

12

A tais pessoas ordenamos e exortamos no Senhor Jesus Cristo que trabalhem tranqüilamente e comam o seu próprio pão.

13

Quanto a vocês, irmãos, nunca se cansem de fazer o bem.

14

Se alguém não obedecer à nossa palavra por esta carta, marquem-no e não se associem com ele, para que se sinta envergonhado;

15

contudo, não o considerem como inimigo, mas chamem a atenção dele como irmão.

16

O próprio Senhor da paz lhes dê a paz em todo o tempo e de todas as formas. O Senhor seja com todos vocês.

17

Eu, Paulo, escrevo esta saudação de próprio punho, a qual é um sinal em todas as minhas cartas. É dessa forma que escrevo.

18

A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos vocês.