1

Meus filhinhos, digo-vos isto para que se mantenham longe do pecado; mas se pecarem, existe um advogado a nosso favor junto do Pai. É Jesus Cristo, o justo.

2

Ele tornou possível a nossa relação com Deus, pois que por ele foram expiados não só os nossos pecados, mas os de todo o mundo.

3

E saberemos que conhecemos Deus se guardarmos os seus mandamentos.

4

Se alguém disser: Eu conheço Deus, mas não segue os seus mandamentos é um mentiroso; nele não habita a verdade.

5

Mas aquele que guarda a sua palavra mostra que o amor de Deus está perfeito nele. Esta é a maneira de constatarmos que estamos nele: é viver como ele viveu.

6

Queridos irmãos, ao escrever isto não vos estou a dar um novo mandamento; estou antes a repetir o que desde o princípio ouviram. E este é o mandamento que sempre vos foi anunciado.

7

E contudo é sempre como que um novo mandamento, e que já provou ser verdadeiro tanto em Cristo como em vocês. Porque vão desaparecendo as trevas, começando a brilhar então a verdadeira luz.

8

Aquele que diz que anda na luz e aborrece o seu irmão na fé continua ainda em trevas.

9

Mas quem ama o seu irmão está na luz e não é tropeço para ninguém

10

Mas aquele que detesta o seu irmão é como se andasse em trevas sem saber para onde vai, pois que a própria escuridão o cega.

11

Estou a escrever-vos estas coisas, meus queridos filhos, porque os vossos pecados vos são perdoados pelo nome de Jesus.5

12

Também aos pais, digo isto porque conhecem aquele que existe desde o princípio. E a vocês, jovens, vos escrevo porque venceram o Maligno.

13

Enfim, meus filhos, se vos escrevo é porque têm conhecido Deus, o Pai. Por isso vos digo a vocês, pais, que conhecem o Deus eterno, e a vocês, gente moça, fortes como são, com a palavra de Deus em vocês, e tendo ganho a vossa luta contra Satanás.

14

Deixem de amar este mundo mau e tudo quanto ele vos oferece porque se amamos o mundo mostramos que não temos o amor do Pai em nós.

15

Porque tudo isto que existe no mundo - os desejos corruptos da natureza carnal, a sede de ter o que nos atrai o olhar, assim como o orgulho da posse e do poder - não vêm de Deus, mas faz parte da própria vida no mundo.

16

E este mundo passará, com toda a sua corrupção, mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.

17

Queridos filhos, estamos no fim da história deste mundo. Vocês já ouviram que se aproxima o Anticristo , e já muitos como ele têm aparecido; e assim conhecemos que se aproxima o tempo do fim.6

18

Estes viviam no nosso meio, mas não eram dos nossos, porque senão teriam ficado connosco. Ao deixarem-nos provou-se que não pertenciam a nós.

19

Mas vocês não são assim, porque receberam o Espírito Santo, e têm conhecimento da verdade.

20

Não estou a escrever-vos como a alguém que precisa de conhecer a verdade, mas aviso-vos porque, sabendo vocês a verdade, devem ser capazes de discernir a diferença entre a verdade e a mentira.

21

E quem é o mentiroso? É o homem que nega que Jesus é o Cristo. Toda a pessoa que não crê em Deus, o Pai, e no seu Filho, é um anticristo.

22

Porque uma pessoa que não crê em Cristo, o Filho de Deus, rejeita igualmente Deus, o Pai; mas aquele que confessa ter Cristo no seu coração tem também o Pai.

23

Continuem portanto guardando cuidadosamente aquilo que ouviram desde o princípio. Se assim fizerem, a vossa comunhão com Deus, o Pai, e com o Filho será permanente

24

Foi ele próprio quem nos prometeu a vida eterna.

25

Tudo isto vos escrevi por causa daqueles que vos enganam.

26

Mas vocês receberam o Espírito Santo, o qual vive no vosso íntimo, de tal forma que nem é preciso que alguém venha dar-vos instruções. Ele ensina-vos tudo; e o que ele ensina é a verdade e não a mentira; assim, segundo o que ele já vos ensinou, permaneçam em Cristo.

27

E agora, meus queridos filhos, mantenham-se em comunhão com o Senhor, para que, quando ele vier, estejam confiantes e não tenham que se envergonhar na sua presença.

28

Visto que sabemos que Deus é justo, é lícito concluirmos que todo o que pratica a justiça é seu filho.