1

E agora, irmãos, voltando ao assunto do regresso do nosso Senhor Jesus Cristo e da nossa reunião com ele, vos rogamos que não se deixem assim tão facilmente influenciar no vosso entendimento e até perturbarem-se, quer por pretensas revelações espirituais, quer por mensagens ou por cartas que vos digam terem sido mandadas por nós, e que têm como objectivo levar-vos a acreditarem que esse dia de Cristo já terá acontecido.

2

Que ninguém de forma alguma vos engane; pois isso não se dará sem que antes venha uma grande revolta contra Deus e se revele aquele homem que encarnará em si mesmo o pecado, que será o filho da perdição.

3

Ele se oporá e se levantará contra tudo o que fizer referência a Deus e ao seu culto. E até pretenderá mesmo tomar o lugar de Deus no próprio templo de Deus, fazendo-se passar por Deus mesmo.

4

Vocês lembram-se de que já vos tinha falado de tudo isto quando ainda me encontrava convosco

5

Vocês também sabem o que de momento impede esse homem maligno de aparecer

6

É verdade que essa força de injustiça já vai actuando como que escondidamente. Mas há um que o detém até que seja retirado.

7

Só nessa altura se revelará então aquele ser mau, a quem o Senhor virá a desfazer pelo sopro da sua boca, e que será destruído pelo esplendor com que Cristo aparecerá.

8

Esse homem de pecado actuará segundo o poder de Satanás, através de manifestações de força, e de milagres e prodígios, com o fim de darem apoio às suas mentiras.

9

Ele usará de todo o poder da maldade para enganar aqueles que estão no caminho da perdição, porque recusam acreditar na verdade que os conduziria à salvação.

10

Por isso Deus permitirá que neles actue uma influência de engano, que os levará a crer na mentira.

11

E serão julgados assim todos os que rejeitaram a verdade e ficaram satisfeitos com a maldade.

12

Mas devemos sem cessar agradecer a Deus por vós, queridos irmãos, a quem o Senhor ama, por vos ter escolhido, desde os princípios, para obterem a salvação, purificando-vos da acção do pecado, pelo Espírito Santo, e pela vossa fé na verdade.

13

Ele chamou-vos à salvação por intermédio do evangelho que levámos ao vosso conhecimento, e para que participassem da glória de nosso Senhor Jesus Cristo.

14

Sendo assim, irmãos, permaneçam firmes e bem apegados aos ensinamentos que desde sempre vos temos dado, seja de viva voz, seja por carta.

15

Que o Senhor Jesus Cristo e o nosso Deus e Pai que nos amou e, sem que o tenhamos merecido, nos consola, para sempre, e nos enche duma grande esperança, encoraje os vossos corações, e renove as vossas forças em tudo o que fizerem, seja por palavras, seja por actos.