1

Então apareceu no céu algo extremamente espectacular: era uma mulher vestida com o Sol, com os pés poisados sobre a Lua e com uma coroa formada por doze estrelas na cabeça.

2

Estava grávida, e já com as dores de parto, e gritava na ânsia de dar à luz.

3

E apareceu uma outra visão em que um dragão vermelho se apresentava com sete cabeças e dez chifres; e em cada cabeça tinha uma coroa.

4

Com a cauda arrastou para trás de si um terço das estrelas do céu, lançando-as sobre a Terra. E colocou-se na frente da mulher que ia dar à luz, pronto para devorar a criança logo que nascesse.

5

Ela com efeito teve um filho, o qual mais tarde haveria de ser aquele que governaria todas as nações com uma forte autoridade. E o menino foi logo arrebatado para Deus, para junto do seu trono.

6

E quanto à mulher, fugiu para o deserto, onde Deus lhe preparou um lugar, cuidando dela durante 1.260 dias.

7

E deu-se uma guerra no céu; Miguel e os anjos sob a sua responsabilidade lutaram contra o dragão e contra o seu exército de anjos. h

8

O dragão perdeu a batalha e foi expulso do céu

9

Ele é a antiga serpente, conhecida sob o nome de Diabo, ou Satanás, aquele que engana o mundo inteiro; e foi assim lançado para a Terra, mais os seus demónios.

10

Ouvi depois uma voz clamando através do céu: Aconteceu enfim! A salvação final, o poder e o governo de Deus, assim como a autoridade de Cristo se manifestaram. O acusador dos nossos irmãos foi jogado do céu à Terra, esse que os acusava dia e noite.

11

Mas eles o venceram pelo sangue do Cordeiro, e com o poder do testemunho que deram a Deus; pois que souberam pôr de lado o amor às suas próprias vidas a ponto de morrerem por Deus.

12

Alegrem-se pois os habitantes do céu! Contudo são bem de lamentar os que vivem no mundo, porque o Diabo desceu para o vosso meio com grande ira, com muito ódio, e sabe que já não dispõe de muito tempo.

13

Quando o dragão se viu então expulso para a Terra, perseguiu a mulher que tinha dado à luz o menino.

14

Mas deram à mulher duas asas semelhantes às de uma grande águia, a fim de que pudesse voar para o deserto, onde lhe tinha sido preparado o lugar para se proteger do dragão, durante três anos e meio.

15

E o dragão lançou da sua boca um rio com um grande caudal de água, com a intenção de fazer com que ela fosse arrastada por essa grande torrente e assim se perdesse

16

mas a terra ajudou a mulher, porque abriu fendas que absorveram as águas que o dragão tinha lançado da boca.

17

Este então, furioso, desfechou um ataque contra o resto dos filhos da mulher, os que obedecem à palavra de Deus e confessam e provam que pertencem a Jesus Cristo.

18

Então, ele pôs-se à beira do mar.