1

E quanto a vocês, patrões e chefes, pratiquem a justiça e a imparcialidade, sem se esquecerem de que acima de vocês também existe um Senhor, nos céus.

2

Persistam na oração, vigiando nela numa atitude de gratidão. Não se esqueçam também de orar por nós para que Deus nos dê novas oportunidades de anunciar a sua palavra e de revelarmos o significado da obra de Cristo; aliás é por isso mesmo que me encontro preso.

3

Que eu possa pois pregar esta mensagem tão claramente como é meu dever.

4

Conduzam-se sempre com sabedoria em relação aos não-crentes, procurando aproveitar o melhor possível todas as ocasiões.

5

E aquilo que disserem que seja agradável, como que temperado com sal, para saberem responder a de cada um.

6

Tíquico, nosso querido irmão, meu companheiro dedicado no serviço de Deus, vos dará a conhecer como estou a passar

7

Enviei-o até aí para levar notícias nossas, e para vos animar

8

Com ele vai também Onésimo, um homem fiel, a quem muito queremos, e que é um dos vossos. Eles vos farão saber tudo o que por aqui se passa.

9

Aristarco, que aqui está também preso comigo, manda-vos cumprimentos, assim como Marcos, primo de Barnabé, acerca do qual já vos mandei indicações. Se ele for ver-vos, preparem-lhe uma boa recepção.

10

Também Jesus, mais conhecido por Justo, vos envia recomendações. Estes três são os únicos cristãos judeus que trabalham comigo no avanço do reino de Deus, e que têm sido para mim de grande apoio.

11

Também Epafras, da vossa cidade e agora aqui ao serviço de Cristo Jesus, vos manda as saudações. Ele tem combatido sem desfalecer, pela oração, a vosso favor, para que se conservem firmes, amadurecidos, através do conhecimento de toda a vontade de Deus.ÿ

12

Posso garantir-vos do seu grande interesse por vocês, assim como pelos crentes de Laodiceia e de Hierápolis

13

Também Lucas, o médico que tanto estimamos, e Demas vos cumprimentam.

14

Dêem as nossas saudações aos cristãos de Laodiceia, assim como a Ninfa, e à igreja que se reúne na sua casa.

15

Depois de terem lido esta carta passem-na aos crentes de Laodiceia; e a que mandei para Laodiceia, leiam-na vocês também

16

Em especial para Arquipo aqui vai um conselho: tem cuidado quanto ao serviço que o Senhor te mandou fazer, pois deves cumpri-lo.

17

Aqui vai escrita a minha saudação, com o meu próprio punho. Lembre-se de mim, aqui na prisão. Que a bênção de Deus seja convosco.