1

Pensem assim: Um herdeiro, enquanto for criança, não tem vantagens, em relação aos criados da casa, no que diz respeito às riquezas que virá a receber mais tarde.

2

Na realidade ele continua dependente da autoridade dos administradores dos bens e dos seus educadores, até ao tempo determinado pelo pai.

3

Assim acontecia connosco quando éramos como essa criança: Estávamos submetidos à força das leis e cerimónias judaicas e àqueles princípios rudimentares pelos quais se regem os não-cristãos.

4

Mas quando chegou o tempo determinado, Deus enviou o seu Filho, nascido de uma mulher, e sujeito à lei judaica, para comprar a liberdade para nós que estávamos sob as imposições dessa lei, a fim de poder adoptar-nos como filhos

5

E visto que agora somos seus filhos, Deus mandou aos nossos corações o Espírito de seu Filho, pelo qual temos o direito de nos dirigirmos a Deus e de lhe falar como a um Pai a quem amamos.

6

É assim que já não somos como meros criados, mas somos filhos. E toda a herança de Deus nos pertence.

7

Antes de conhecerem Deus, vocês os gentios serviam, como escravos, os que por natureza não são deuses

8

Mas agora que conhecem o verdadeiro Deus (ou melhor até, que Deus vos reconhece como seus filhos), como é possível que queiram voltar atrás e tornarem-se escravos, de novo, dessas exigências fracas e sem valor?;

9

Respeitam determinados dias e meses, períodos lunares e anos! Receio bem que todo o meu trabalho em vosso benefício tenha sido em vão!

10

Irmãos, peço-vos que se libertem, como eu, que também fui um escravo dessas coisas como vocês. Sempre nos entendemos bem

11

Lembram-se que nessa altura me encontrava muito doente, quando vos anunciei o evangelho pela primeira vez.

12

E vocês até podiam ter sido levados a não se interessarem e a afastarem-se de uma pessoa enfraquecida, como era o meu caso. Mas não. Antes me receberam e cuidaram de mim como se eu fosse um anjo de Deus, como se fosse Jesus Cristo mesmo.

13

E então, que é feito desses tempos felizes que vivemos juntos? Não estou a exagerar; naquela altura senti bem que vocês teriam até dado os vossos próprios olhos, se isso fosse possível.

14

Seria então agora que vocês iriam considerar-me vosso inimigo pelo facto de eu vos dizer a verdade?

15

Podem ter a certeza que essa gente que anda fazendo tudo para vos ganhar as simpatias não está a agir para o vosso bem. No fundo o que pretendem é fazer com que vocês se afastem de mim e que o vosso zelo se concentre nas pessoas deles.

16

Na verdade é bom ser-se zeloso para fazer o bem, especialmente quando eu não estou presente

17

Eu estou a sofrer de novo por vossa causa, meus filhos, como uma mãe que espera o seu filho que vai nascer; pois desejo ardentemente que Cristo viva de novo na vossa vida

18

Bem gostaria de estar agora junto de vocês, e aí eu saberia encontrar a melhor maneira de vos falar. Porque na verdade eu nem sei o que pense a vosso respeito.

19

Digam-me, os que insistem em se submeter à obediência à lei judaica: não compreendem vocês o seu verdadeiro significado?

20

Diz lá que Abraão teve dois filhos: um da escrava e outro de sua mulher que era livre. Mas houve uma diferença entre o nascimento do filho desta última e o da escrava:

21

o filho da mulher escrava nasceu duma tentativa humana para fazer cumprir a promessa de Deus. Mas o filho da mulher livre nasceu como o cumprimento do próprio Deus da sua promessa.

22

Ora estas duas mulheres representam os dois pactos que Deus fez com o povo. Agar, a mulher escrava, representa o Monte Sinai, onde o povo inicialmente se tornou escravo da lei.,

23

E agora Jerusalém é exactamente como o Monte Sinai, na Arábia, porque ela e seus filhos vivem na escravidão.

24

Mas Sara, a mulher livre, representa a Jerusalém celestial. Ela é a nossa mãe

25

Pois vocês, irmãos, são esses filhos prometidos por Deus, tal como Isaque. E tal como acontecia naquele tempo, em que o filho nascido segundo a ordem natural perseguia aquele que veio ao mundo segundo o Espírito de Deus, assim é também agora.

26

Mas que diz a Escritura? Manda embora a escrava mais o seu filho, pois que este não poderá herdar juntamente com o filho da mulher livre.m

27

Portanto, meus irmãos, nós não somos filhos da escrava, mas da livre.