1

Senhor, do desespero profundo em que caí, a ti clamo!

2

Ouve-me, Senhor! Dá atenção aos meus rogos!

3

Mas tu és um Deus que perdoas! E é isso que faz com que sejas temido!

4

Por isso confio em ti, esperando a tua resposta, segundo o que prometeste.

5

Anseio por ti, Senhor, mais ainda do que as sentinelas pelo romper da madrugada; sim, mais do que elas!

6

Ele te remirá de todas as tuas iniquidades.