1

Eu Paulo, por minha parte, vos exorto pela mansidão e clemência de Cristo, eu que, estando presente, sou humilde entre vós, porém estando ausente, sou ousado para convosco;

2

sim, vos rogo que, estando eu presente, não seja ousado com a confiança com que me proponho ser atrevido para com alguns que nos julgam, como se andássemos segundo a carne.

3

Pois, vivendo na carne, não militamos segundo a carne

4

(porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas poderosas em Deus para demolição de fortalezas),

5

derribando raciocínios e toda a altura que se levanta contra a ciência de Deus, e levando a cativeiro todo o pensamento para a obediência a Cristo,

6

e estando prontos para punir toda a desobediência, quando a vossa obediência for cumprida.

7

Olhais as coisas segundo a aparência. Se alguém confia em si que é de Cristo, julgue isto consigo outra vez, que, assim como ele é de Cristo, assim também nós o somos.

8

Pois mesmo se me gloriar algum tanto mais acerca da nossa autoridade, que o Senhor deu para edificação, e não para destruição vossa, não serei envergonhado,

9

para que não pareça querer eu atemorizar-vos por minhas cartas.

10

Pois, na verdade, as suas cartas, dizem, são graves e fortes, mas sua presença corporal é fraca, e a sua palavra desprezível.

11

Considere o tal isto, que quais somos em palavras por cartas quando ausentes, tais também seremos em ações, quando presentes.

12

Não ousamos contar-nos entre alguns que se louvam a si mesmos, nem comparar-nos com eles; mas eles, medindo-se entre si mesmos e comparando-se consigo mesmos, não têm inteligência.

13

Porém não nos gloriaremos além da medida, mas conforme a medida da esfera que Deus nos proporcionou como medida para chegarmos mesmo até vós.

14

Não nos estendemos além dos nossos limites, como se não chegássemos a vós, pois até vós chegamos antes de qualquer outro no Evangelho de Cristo;

15

não nos gloriando além da medida em trabalhos alheios, mas tendo esperança, à proporção que cresce a vossa fé, de sermos cada vez mais magnificados em vós conforme a nossa esfera,

16

para pregarmos o Evangelho nas regiões além de vós, e não nos gloriarmos em esfera alheia de coisas já feitas.

17

Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor.

18

Pois não é aprovado aquele que se recomenda a si mesmo, mas aquele que o Senhor recomenda.