1

Muitas vezes me angustiaram desde a minha mocidade, Diga agora Israel;

2

Muitas vezes me angustiaram desde a minha mocidade, Contudo não prevaleceram contra mim.

3

Sobre as minhas costas lavraram os aradores; Prolongaram os seus sulcos.

4

Jeová é justo; Ele corta as costas dos perversos.

5

Sejam envergonhados e repelidos para trás Todos os que aborrecem a Sião.

6

Tornem-se como a erva dos telhados, Que, antes de florescer, seca;

7

E com a qual o ceifador não enche a mão, Nem o regaço o que enfeixa:

8

Não dizem aqueles que passam: A bênção de Jeová seja sobre vós; Nós vos abençoamos em nome de Jeová.