1

Filhos, obedecei a vossos pais segundo o Senhor; porque isto é justo.

2

O primeiro mandamento acompanhado de uma promessa é: Honra teu pai e tua mãe,

3

para que sejas feliz e tenhas longa vida sobre a terra (Dt 5,16).

4

Pais, não exaspereis vossos filhos. Pelo contrário, criai-os na educação e doutrina do Senhor.

5

Servos, obedecei aos vossos senhores temporais, com temor e solicitude, de coração sincero, como a Cristo,

6

não por mera ostentação, só para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, que fazem de bom grado a vontade de Deus.

7

Servi com dedicação, como servos do Senhor e não dos homens.

8

E estai certos de que cada um receberá do Senhor a recompensa do bem que tiver feito, quer seja escravo quer livre.

9

Senhores, procedei também assim com os servos. Deixai as ameaças. E tende em conta que o Senhor está no céu, Senhor tanto deles como vosso, que não faz distinção de pessoas.

10

Finalmente, irmãos, fortalecei-vos no Senhor, pelo seu soberano poder.

11

Revesti-vos da armadura de Deus, para que possais resistir às ciladas do demônio.

12

Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares.

13

Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever.

14

Ficai alerta, à cintura cingidos com a verdade, o corpo vestido com a couraça da justiça,

15

e os pés calçados de prontidão para anunciar o Evangelho da paz.

16

Sobretudo, embraçai o escudo da fé, com que possais apagar todos os dardos inflamados do Maligno.

17

Tomai, enfim, o capacete da salvação e a espada do Espírito, isto é, a palavra de Deus.

18

Intensificai as vossas invocações e súplicas. Orai em toda circunstância, pelo Espírito, no qual perseverai em intensa vigília de súplica por todos os cristãos.

19

E orai também por mim, para que me seja dado anunciar corajosamente o mistério do Evangelho,

20

do qual eu sou embaixador, prisioneiro. E que eu saiba apregoá-lo publicamente, e com desassombro, como é meu dever!

21

E para que também vós estejais a par da minha situação e do que faço aqui, Tíquico, o irmão muito amado e fiel ministro no Senhor, vos informará de tudo.

22

Eu vo-lo envio precisamente para isto: para que sejais informados do que se passa conosco e para que ele conforte os vossos corações.

23

Paz aos irmãos, amor e fé, da parte de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo.

24

A graça esteja com todos os que amam nosso Senhor Jesus Cristo com amor inalterável e eterno.